Obras da Alça Leste seguem em ritmo acelerado e Campina Grande conquistará muitos avanços na mobilidade urbana.

A Prefeitura de Campina Grande intensifica a execução da Alça Leste, obra que vai interligar a BR-230 (no sentido João Pessoa – Campina Grande) ao bairro do Santo Antônio. O investimento total deverá chegar a R$ 18 milhões, com recursos do governo federal e contrapartida da prefeitura.

São executadas as obras de pavimentação asfáltica, além de outros serviços como drenagem. Também estão previstos serviços como a implantação de moderna iluminação, calçadas e grama em toda a extensão da Alça Leste.

A cidade deverá ganhar até o final deste ano a conclusão de mais esta grande obra, conforme destacou nesta quinta-feira, 9, a secretaria municipal de Obras, Fernanda Ribeira. Segundo ela, ações de desapropriação e outras iniciativas são necessárias para que a obra siga no seu ritmo acelerado, mas ao seu término deverá se consagrar como umas principais ações na área de mobilidade urbana do governo municipal.

A secretária também ressaltou que, além desta obra, a cidade avança com muitas outras obras de infraestrutura, beneficiando o Complexo Aluízio Campos, o distrito de Galante e muitas outras comunidades. Lembrou que estão sendo viabilizados pelo prefeito Romero Rodrigues recursos da ordem de R$ 50 milhões para obras de pavimentação de diversas ruas, devendo o cronograma de ações ser divulgado brevemente.

Já em recente entrevista, o prefeito Romero Rodrigues destacou a importância da Alça Leste. Conforme relatou, isso também mostra o investimento da Prefeitura Municipal com a infraestrutura e pavimentação das ruas, destinando recursos na mobilidade urbana e na segurança do trânsito, oferecendo conforto à população e agilidade no deslocamento dos motoristas.

De acordo com o prefeito, a Alça Leste é fundamental para a cidade de Campina Grande, possibilitando a melhoria da mobilidade urbana, como também a valorização imobiliária em vários bairros, visto que a extensão total da Alça Leste é de 6,2 Km, passando pelos bairros Mirante, Monte Castelo, José Pinheiro e Santo Antônio, em áreas que eram predominantemente rurais.

Fonte: STTP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *