Consórcios realizam Celebração Eucarística de Natal

Na manhã deste domingo (11), na garagem da empresa A. Cândido & Cia., no bairro Dinamérica, zona oeste da cidade, os consórcios Santa Maria e Santa Verônica, que prestam serviços de transporte público coletivo de passageiros em Campina Grande, em clima de confraternização de fim de ano, realizaram Missa em Ação de Graças por ocasião da passagem do 3º. Domingo do Advento. A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Romualdo Viera de Lima, reunindo mais de 300 convidados, entre diretores, funcionários e parceiros dos consórcios.

Em mensagem dirigida à assembleia, a direção do consórcio Santa Maria declarou que “a nossa empresa vive um momento de muita alegria, por esse motivo reunia seus diretores, funcionários e amigos para celebrarmos a Missa da 3ª. Semana do Advento. Estamos próximos do Natal e, a cada ano, com o tempo do Advento, o Senhor nos dá a oportunidade de preparar os caminhos para a chegada do seu filho amado”.

Em sua reflexão sobre o Evangelho do dia, (Mateus 11, 2-11) o celebrante disse que João anuncia e espera um Messias dominador e triunfante, um juiz do final dos tempos. Entretanto, as notícias que recebe na prisão apontam para um Messias bondoso, acolhedor, disposto a perdoar. Como reconhecer a identidade de Jesus? Ao responder aos discípulos de João, Jesus apresenta os milagres que realiza, ressonância do profeta Isaías (Is 35,5-6; 61,1). E acrescenta uma bem-aventurança: feliz aquele que o receber como Messias! Ele é o Ungido de Deus. Depois, Jesus define a missão do Batista: vive no deserto de maneira simples, longe dos lugares de poder e luxo. Supera a todos os profetas, porque sua missão foi a preparação imediata

para a chegada do Messias. Contudo, não é João que traz o Reino dos céus, ele não é o Salvador. Ele depende do Messias para entrar no Reino de Deus.

Ao final da celebração, falando em nome do grupo A. Cândido, o empresário Agnelo Cândido (foto) agradeceu aos amigos e colaboradores que atenderam ao convite para participar daquela celebração. Na oportunidade, ele fez uma reflexão sobre evolução e o impacto das novas tecnologias na vida das empresas e das pessoas. Lembrou que as transformações estão acontecendo muito rápidas, inclusive, atingindo empresas internacionais, com presença no mercado mundial, que deixaram de existir por seus produtos não acompanharem a evolução digital. O Sr. Agnelo destacou que muitas empresas estão reféns dessas mudanças impostas pelas novas tecnologias, que se refletem também no mercado de trabalho. Ele prevê que, em duas ou três décadas, que os transportes coletivos serão conduzidos de forma remota, sem a presença do motorista, a exemplo do que aconteceu com o cobrador de ônibus, que foi substituído pelo uso da bilhetagem eletrônica. O dirigente do grupo A. Cândido entende que no mercado de trabalho do futuro prevalecerão o conhecimento digital e os valores morais e de família, mas que “as transformações estão dentro de cada um”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *